terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009

Cortiços: Herança apícola ou Apicultura Tradicional?

O meu amigo e colega Apicultor, o Eng. Pífano, no seu blogue Monte do mel dedicou um pouco do seu tempo a falar de cortiços, explicando a forma como são construídos, os materiais de que é feito, a forma como é povoado com abelhas e até mesmo como se combatiam algumas doenças das abelhas.

Eu hoje decidi partilhar convosco algumas fotos de um cortiço tradicional alentejano que possuo há já dois anos, povoado com abelhas. Tenciono com isto mostrar mais um pouco do maravilhoso mundo das abelhas e dar a conhecer uma face da apicultura tradicional que me deixa uma dúvida...

Serão os cortiços memórias de um passado recente ou farão parte de um tipo de apicultura dito tradicional?

Mas passemos ao cortiço antes de mais considerações!


Na foto em cima podemos ver um cortiço de cortiça. O típico cortiço Alentejano, outrora existente aos milhares e hoje em dia uma visão rara mas não muito difícil de encontrar. Aliás, até à bem pouco tempo, perto de um dos meus apiários existia um apiário constituído apenas por cortiços mas quando fui lá para tirar uma foto para enriquecer um pouco mais esta mensagem apenas me deparei com um lugar vazio ostentando as marcas evidentes de actividade apícola...

Tal como já foi explicado no blogue do Mestre Pífano o cortiço possui uma tampa de cortiça, plana, pregada com as "sovinas" e no seu interior duas trancas, feitas de esteva, para segurar os favos, estando indicadas na foto a sua localização, em altura. Geralmente a primeira tranca serve para localizar no cortiço até onde se pode fazer a cresta, ou seja, marcar até onde podemos tirar mel ao cortiço, servindo a segunda para segurar os favos com a criação e reservas para o inverno.


Na foto em cima podemos observar o interior do cortiço, onde o enxame ocupa a totalidade do cortiço até à 2ª tranca. Esta foto foi tirada no dia 22-02-09 e verifica-se já um grande desenvolvimento primaveril evidenciado pela população de abelhas que ocupam os favos. Talvez lá para o fim de Março ou início de Abril já se consiga fazer um desdobramento deste cortiço!

A apicultura com cortiços foi uma das marcas da apicultura portuguesa até tempos recentes, tendo caído em desuso devido às colmeias móveis, muito mais produtivas e mais fáceis de manusear. Hoje em dia o seu uso está fortemente relacionado com a captura de enxames selvagens quando são colocados a "povoar" nas imediações dos apiários. Os cortiços que ainda sobrevivem actualmente, povoados com abelhas, também são usados para realizar desdobramentos uma vez que são caracterizados por produzirem enxames "temprões".

Os mais idosos ainda recordam com saudades o mel dos cortiços, espremido directamente dos favos cujo aroma e sabor era muito característico e único. A cresta era realizada uma única vez durante o ano pela altura do Sº João e a ferramenta utilizada era a crestadeira, nada mais do que uma faca adaptada, como a que vou mostrar a seguir.


Esta crestadeira chegou até mim na forma de herança do meu avô paterno (que Deus o tenha com ele) e que guardo religiosamente para não deixar morrer mais uma tradição do nosso Portugal.

Esta é uma das faces da apicultura portuguesa que eu gosto de recordar e reviver e lanço aqui uma pergunta para quem quiser responder: Estão os cortiços condenados à extinção ou têm lugar lado a lado com as colmeias móveis?

8 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Boas noites!

    Quanto ao comentário anterior devo dizer que foi apagado porque pura e simplesmente não aceito criticas destrutivas nem insultos de pessoas que nem sequer se identificam...

    Aceito uma critica de bom grado quando esta é construtiva, contribuindo assim para a melhoria e enriquecimento pessoal.

    Abraços
    Hugo Martins

    ResponderEliminar
  3. Sou apicultor há pouco tempo, apesar de já lidar com abelhas há alguns anos. Só tenho colmeias moveis, mas pretendo ter alguns cortiços pois acho que apesar de de não serem tão rentaveis são algo único que não devemos deixar acabar.
    Quanto às criticas detrutiveis,só surgem de quem tem inveja e dor de cotovelo.
    Parabens pelo blogue
    Miguel- Trofa

    ResponderEliminar
  4. boa noite, não sou apicultora mas julgo que as abelhas gostam da minha casa.tenho 2 cortiços numa placa e um deles "apanhou" um enxame,só que as abelhas entram todas por cima e bem carregadas, dá gosto vê-las.O meu problema é que não sei quando nem como tirar o mel.
    Quanto ás críticas só deveremos pensar que o que vem debaixo não nos atinge e que na cabeça de quem não presta ninguém vale nada e que a ignorância é a arma dos tristes.

    ResponderEliminar
  5. ola sou novo nisto so este ano e k por mero acaso me veio parar um enxame a ums corticos abandonados agora kero trocalos por uns novos mas so tenho um enxame sera k se reproduz parabens pelo teu trabalho fica aki o meu mail javalifonseca@hotmail.com

    ResponderEliminar
  6. Dou-lhe os meus parabens pelo blogue,sou uma especie de apicultor, mas concordo,os cortiços ao meu ver são uma mais valia.são muinto faceis de manusear e economicos.fiz uma aquisição este ano de 3 cortiços no principio do ano,e já este ano tirei de lá 3 enxames,e 2 no fim do ano já estão em tremenda evoluição,quero com isto dizer para quem começa e´pouco dispendioso e rentável.pois cada ano pode aumentar o seu apiario de foma pouco dispendiosa e fÀcil. F.S.R SENHORINHA

    ResponderEliminar
  7. ola eu sou fernando jose e vivo no alentejo em primeiro lugar kero dar os parabens por terem criado este blog pois eu sou um novo apicultor e so tenho cortiços mas aki so se tira enxames uma vez no ano e nao vai ser este ano porke ha pouca flor kero pedir a alguem k me diga se eu posso fazer alguma coisa para poder recuperar mais enxames porke tenho muitos vazios o meu muito obrigado aki fica o meu email :balsinha61@hotmail.com

    ResponderEliminar
  8. ola eu quero ser apicultor mas nao sei como o fazer gostaria de saber como e onde me registar, pois o resto dos equipamentos eu ja os pessuo pois foram uma herança. ja agora gostei muito do seu bloge fico assim a conhecer mais um instrumento para o meu enriquecimento pessoal.
    fica aqui o meu email para que me possa responder
    kbt_cuba@hotmail.com
    marco oliveira

    ResponderEliminar